segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Manutenção nos botões do MDPlay.

Neste "post" vou apresentar a manutenção de um MDPlay da TecToy que veio com problemas no direcional. O acionamento era falho e era preciso fazer bastante força. Apesar de ainda estar na garantia resolvemos abri-lo. Este procedimento foi realizado como um “projetinho de férias” juntamente com um amigo, dono do MDPlay defeituoso, numa tarde de sábado, além disto, este “post” também tem por objetivo apresentar este console internamente trazendo mais informações sobre o mesmo.

O primeiro passo é retirar a bateria, cuja tampa é presa por um parafuso. Em seguida, remova a  bateria puxando-a pelo lado oposto ao dos contatos.


A bateria utilizada é de Lítio Ion com capacidade de 1000mAh.



Em seguida é necessário retirar os 4 parafusos que prendem a tampa. Um deles é coberto por uma resina branca que tem função de selo de garantia. Atenção: Este procedimento invalida a garantia do aparelho.


Para abrir o gabinete é necessário desencaixar as linguetas que prendem a tampa traseira às laterais alaranjadas. Para isso use uma chave de fenda fina e force nas proximidades da entrada de fone de ouvido. Atenção: Cuidado para não estragar o plástico do aparelho.


Repita o mesmo procedimento ao centro e ao lado oposto, próximo à chave “on/off”. A figura abaixo mostra as travas do gabinete.


Removida a tampa já dá para ver alguns detalhes do video-game que foi fabricado em 2009, segundo a indicação impressa na placa.


O processador é coberto por uma resina preta, e não dá pra identificar qual chip pode ser.



 A rom com os jogos nativos também é também coberta com esta resina.


A memória RAM do aparelho é uma D33S64016-8N  de 16 megabits.


 A figura abaixo traz outra vista interna do equipamento.

 Para acessar os botões direcionais é necessário remover a placa. Para isso é necessário remover os três parafusos que prendem a placa à frente do gabinete – dois perto da ROM e o outro perto do processador.


Em seguida é necessário desencaixar a placa do gabinete. A melhor maneira de fazer isso é forçar com uma chave de fenda pequena bem ao lado do plugue de fone de ouvido.


A figura abaixo mostra a placa após a remoção.


Olhando com cuidado a placa notamos uma sujeirinha sobre os contatos dos botões (tanto direcionais quanto os de ação.


Para limpar os contatos utilizamos uma borracha dura.


E logo em seguida os resíduos de borracha foram retirados utilizando um pincel macio. Atenção: não sopre para não oxidar a placa.


Após a limpeza...


Depois de montar o aparelho notamos que a limpeza dos contatos não tinha melhorado muito o problema de acionamento dos direcionais. Reabrimos o aparelho para olhar com cuidado e procurar a causa quando notamos que a borracha dos controles direcionais tinha um problema de fabricação, não sendo vazada nos locais onde há um encaixe no plástico da tampa frontal.


Utilizando um estilete (e muito cuidadosamente) removemos a borracha desnecessária.


A figura abaixo mostra a borracha dos direcionais encaixada na tampa frontal, já depois de ter sido retrabalhada.


Para remontar o aparelho, coloque a placa sobre a tampa frontal do equipamento, encaixando primeiro o lado que tem o conector USB. Mas antes de encaixar a placa é necessário ajeitar o alto-falante.


E então siga ao contrário os passos de desmontagem para remontar o aparelho.

Muito tempo depois.... uma grata surpresa!

Semana passada ao ir no centro de Belo Horizonte comprar compenentes eletrônicos, acabei me deparando com dois cartuchos de Master System esquecidos no final de uma prateleira nos fundos da loja (de componentes eletrônicos) como não poderia deixar de ser pedi para ver os mesmos, depois de muito explicar, afinal, a atendente nem imaginava o que era um cartucho de Master System. Eram dois cartuchos iguais, Missele Defense, acabei comprando um deles por R$14,50 afinal estavam lacrados. O interessane é que nem constava no sistema qualquer tipo de referência a estes cartuchos, então tive que aguardar o registro do mesmo para que a compra pudesse ser realizada. Comprei mais pela nostagia de estar adquirindo algo para este sistema ainda mais depois de, aproximadamente, duas décadas do lançamento do mesmo.

Este cartucho eu pretendo deixar como está, lacrado, até porque já tenho outro dele disponível para jogar. Isto até contraria um pouco minha intenção de fazer uso de todos os ítens que possuo, mas neste caso a nostalgia da compra "falou mais alto".

Segue algumas fotos:


Caixas e etiquetas para cartucho de Master System


Para iniciar este blog irei disponibilizar os arquivos com as caixas e etiquetas para cartuchos de Master System que fiz com o objetivo de dar uma aparência melhor aos meus cartuchos e também protege-los. Ressalto que não tenho por objetivo ser fiel as embalagens originais, mas apenas ser "compatível" com as características destas.

Geralmente, quando adquiro um cartucho usado, eu tenho por hábito fazer uma limpeza e quando necessário uma restauração na etiqueta, as vezes simplesmente substituo a original por confeccionada por mim. A limpeza é realizada tanto no corpo do cartucho, através de um banho com água e detergente, quanto na placa, através da remoção da remoção da oxidação dos contatos com uma borracha ou lápis borracha.

Uma vez realizada a limpeza o passo seguinte é a confecção da caixa, seguindo este padrão adaptado dos cartuchos de MSX (cartuchos da Sharp para o Hotbit) e a posterior impressão em papel com gramatura , aproximada, de 150 g/m2. Uma vez concluido este processo o cartucho está em plena condições de uso e armazenamento.

É importante dizer que toda a "arte" é realizada com o software Corel Draw, e os arquivo com estas embalagens pode ser baixado no sequinte link:


A seguir são apresentadas algumas imagens destas caixas e etiquetas:

domingo, 26 de dezembro de 2010

Início das atividades!

Inicialmente gostaria de agradecer ao leitor pelo interesse neste blog. O objetivo deste blog é trazer informações sobre video games incluíndo tanto o hardware, de algumas plataformas, quanto jogos. Serão divulgados projetos relacionados a alguns consoles e também comentários sobre jogos, principalmente jogos da era dos 8 e 16 bits. Futuramente também serão divulgadas informações sobre minha modesta coleção de consoles, lembrando que meu maior interesse não é manter os consoles guardados como peças de museu, mas utilizá-los para proporcionar a diversão para o qual foram concebidos.

No mais bons jogos a todos e, novamente, obrigado!